Mauro Carlesse movimenta Paraíso e pré candidatura ao Governo será lançada hoje em Palmas

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), foi a atração desta segunda-feira na cidade de Paraíso do Tocantins, em se tratando de assuntos relacionados ao Legislativo, Executivo, Pecuário, Saúde, Empresarial, Segurança e vários outros.

Nas primeiras horas do dia, Carlesse participou de um café da manhã e da 1ª sessão ordinária na Câmara de Vereadores em 2018, onde foi recebido por 11 dos 13 parlamentares da Casa. O Presidente ouviu reivindicações referentes à educação e infraestrutura e apoio em relação aos seus projetos rumo ao Governo do Estado.

Após a Câmara, Carlesse concedeu entrevista a duas rádios locais e conheceu um dos grandes problemas da cidade que é o alagamento de ruas no Setor Milena. Em seguida almoçou com vereadores.

Às 14 horas, o Presidente da Assembleia estadual seguiu para a prefeitura municipal, onde se encontrou com o prefeito Moisés Avelino (PMDB). Durante mais de uma hora os dois conversaram sem a presença da imprensa. Entre os assuntos, a política estadual.

Em seguida, Carlesse foi recebido pela diretoria do Sindicato Rural de Paraíso, onde confirmou parceria do Legislativo Estadual com a ExpoBrasil 2018. Em um clima de amizade, o Presidente lembrou que o Estado deve cuidar de quem gera emprego e renda, que, segundo ele, um dos casos é o produtor rural.

Seguindo adiante, Carlesse quis conhecer como andam as obras de ampliação do Hospital Regional de Paraíso. No local, ele ouviu reivindicações, viu inovações e o desejo de uma direção que pretende melhorar o atendimento á população.

O Deputado, que comanda o segundo poder no Estado, percorreu o Hospital e conversou com pacientes, diretoria e acompanhou de perto a rotina dos servidores da saúde do HRP de Paraíso.

A presença de um Presidente da Assembleia Legislativa Estadual ocorreu pela primeira vez desde a criação do Tocantins. “Para nós foi uma surpresa que pode resultar em benefícios para a cidade” disse uma paciente.

Em conversa com a direção, Carlesse prometeu indicar uma emenda para o Hospital Regional de Paraíso.

Deixando a saúde, o Presidente se dirigiu à Associação Comercial de Paraíso, onde foi recebido pelo presidente da Entidade, o empresário Roberto Maia. Em discussão, os altos juros imputados pelo governo estadual aos empresários tocantinenses. Carlesse deixou claro que, se chegar ao governo, a geração de empregos será prioridade. Para isso, segundo ele, a saída é baixar os impostos e criar grupos de técnicos para apoiar os empresários.

Através de Roberto Maia, Carlesse conheceu o que resta do prédio do antigo Hospital Regional de Paraíso. O Presidente da Acip solicitou que o local fosse reconstruído e transformado em núcleo de segurança. Ou seja, que todas as delegacias de Paraíso funcionassem naquele endereço.

Finalizando o dia em Paraíso do Tocantins, Mauro Carlesse se encontrou com os amigos do Comercial Dias, onde aproveitou para ouvir amigos e eleitores sobre os rumos das eleições de 2018.

VEJA O QUE DISSE CARLESSE NO DIA DEDICADO À CIDADE DE PARAÍSO:

“…Foi um dia muito produtivo. Chegamos bem cedo e todas as visitas foram muito bem aproveitadas, inclusive as entrevistas nas duas rádios locais. No hospital fiquei surpreso pelo tanto que temos que melhorar no atendimento ao público, porque o Hospital está com as obras praticamente paradas, e isso é fundamental que a gente visite e que olhe pra frente com o objetivo de resolver esses problemas.

“…Você vê a quantidade de pessoas sendo atendidas nos corredores, mas, o mais importante, foi ver que as pessoas que trabalham lá, como é o caso da diretoria e toda sua equipe, estão sempre com muita boa vontade, e sempre falando no que quer melhorar. O que precisa é o Governo olhar para esses hospitais. Sempre digo que o mais importante não é o investimento, más as iniciativas. A partir daí, o povo que está na administração, ele sabe tocar.

O que Carlesse governador faria sobre os impostos do Governo que provoca fechamento de empresas?

“…Toda empresa que fecha as portas, quem perde é a população. Porque, a partir daí, o comercio enfraquece. Uma cidade que perde uma empresa com 50, 100 ou 500 empregos, de imediato quem perde é a própria cidade. O governo precisa ter uma política para estudar melhor a situação de cada empresa, porque cada uma tem seu problema: uma é fiscal, outra é gestão, outra é o mercado que ficou ruim. Então, o Governo precisa ter uma equipe de técnicos atenta e olhando essas empresas. Se o problema é fiscal, o governo tem que está junto com ela, olhando e ajudando. Quando é problema de gestão, isso já é problema do empresário. Mais quando se fala de fiscal, o governo não pode deixar uma empresa fechar porque os técnicos não aceitam uma negociação, uma nova maneira de agir, ou prorrogando as dívidas, ou dando isenção. Em primeiro lugar precisamos pensar que o empresário faz seus investimentos e trabalha com dinheiro próprio e dando empregos para melhorar a vida de toda a população, inclusive a do Estado. Você não pode condenar um empresário porque, erradamente, a política fiscal prejudica e fecha uma indústria.

CANDIDATURA

Na manhã desta terça-feira, 6, Carlesse promove um café da manhã com a imprensa onde lança sua pré-campanha ao governo do Estado:

“…Nós temos um projeto que é o municipalismo. É um modelo antigo, mas nunca praticado. Nesse período de mandato na presidência, nós temos pelo menos iniciado a implantação e fazendo com que os municípios participem de uma gestão de governo. Esse é o nosso projeto e outras coisas que a gente precisamos fazer as mudanças que o Estado precisa. Precisamos oxigenar e colocar, de forma bem positiva, as pretensões e as necessidades do Estado. O objetivo é melhorar a vida das pessoas”.

“…Não digo que o empréstimo que vai beneficiar todos os municípios com R$ 1,2 milhões foi um tiro certeiro do Carlesse, mas um tiro certeiro dos municípios. Porque, a partir do momento que estamos ali trabalhando por ter sido eleitos pelo povo temos a obrigação de estar olhando pelos municípios. Acho que a marca mais importante, minha, e dos deputados, é que, daqui pra frente, nunca mais entrará qualquer financiamento sem que os municípios não participem” finalizou o Presidente.

VEJA MATÉRIA ANTERIOR:

O Presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado Mauro Carlesse (PHS) participou na manhã desta segunda-feira da primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Paraíso, onde recebeu várias solicitações dos parlamentares locais, entre elas uma referente à merenda escolar, nas escolas estaduais, e outra referente ao problema de alagamento no Setor Milena, região norte da cidade.

Após um café da manhã, na sala da presidência, Carlesse participou da sessão que marcou a abertura dos trabalhos no legislativo municipal em 2018.

O presidente da Casa, professor Deley Oliveira (PSC) foi o autor do requerimento que pede ao Presidente da Assembleia providências para que faça gestão junto ao governo estadual por meios oficiais, para que seja equiparado com o federal, o valor investido por aluno em relação à merenda escolar no Tocantins.

Atualmente, segundo o documento, o Estado investe R$ 0,10 centavos por aluno. O requerimento pede que esse valor seja equiparado ao valor federal que é de R$ 0,34 centavos.

O vereador Deley esclarece que o valor pago atualmente pelo Estado vem provocando a falta de merenda nas escolas.

Segundo o Presidente da Câmara, a solicitação justifica-se mediante a triste realidade das escolas estaduais, em que constantemente está faltando, muitas vezes, a única refeição de crianças e jovens ao longo do dia.

“Ao olhar para a realidade do nosso País, se percebe que é impossível se alimentar com o mínimo de dignidade uma pessoa, investindo dez centavos por aluno ao dia” reclamou Deley Oliveira.

SETOR MILENA

Durante os pronunciamentos, vários vereadores solicitaram apoio do Presidente da Assembleia, para que haja uma solução para o problema do alagamento em várias ruas do Setor Milena, entre elas as ruas 24, 27, 33, 08 e 02. Nesses locais, casas estão sendo alagadas e crateras se formando em várias ruas que ainda estão sem asfalto.

Ao discursar, Carlesse colocou a Assembleia à disposição dos paraisenses e disse que existe a necessidade de haver união para poder ajudar os municípios. Ele lembrou que através da Câmara Estadual direcionou dois ônibus e uma ambulância Semi UTI para cada município do Estado, 8 perfuratrizes para atender as cidades que tem problemas de abastecimento de água na época da estiagem, e 8 mamógrafos, todos através de emendas.

“Estamos colocando a Assembleia próxima dos municípios e implantando o municipalismo para que possamos ter uma única voz, que significará a voz do povo, a voz do Governo, a voz dos vereadores e a voz da população, para que possamos diminuir os intermediários” disse Carlesse, ao lembrar que 2018 será um ano muito importante para a população tocantinense.

EXECUTIVO

Após a visita à Câmara, o presidente da AL concedeu entrevistas a duas rádios locais, visitou o Setor Milena, almoçou com vereadores e, em seguida, foi recebido pelo prefeito Moisés Avelino (PMDB), em seu gabinete.

Por cerca de uma horas, o Prefeito e o Presidente conversaram a sós e trataram de vários assuntos, entre eles a gestão municipal e a situação atual da política tocantinense. Mauro Carlesse é pré-candidato ao Governo do Estado, e aproveitou para discutir esse assunto com Moisés Avelino.

Após a prefeitura, Carlesse de dirigirá ao Sindicato Rural de Paraíso, onde se encontra com o presidente Rogério Moraes e membros da diretoria. Entre os assuntos, a ExpoBrasil 2018, que deverá ter a Assembleia Legislativa como uma das principais parceiras. Vários deputados já destinaram emendas para o evento que é considerado um dos maiores da região Norte do País.

Por último, Mauro Carlesse se encontra com os “Amigos do Dias” um grupo de paraisenses que todos os dias se reúnem em uma lanchonete para discutir vários assuntos, entre eles, a política estadual.

CAMPANHA

Nesta terça-feira, Mauro Carlesse oficializa o lançamento de sua campanha ao Governo em um café da manhã com a imprensa. Evento acontece em Palmas. Posteriormente, a candidatura será lançada publicamente em Gurupi, Araguatins e Palmas.

Artigos Relacionados