A educação é a base para o desenvolvimento social e econômico dos cidadãos e da sociedade como um todo. Muitos dos nossos alunos moram em cidades vizinhas onde esta situada as escolas e faculdade em que estudam, e, por isto, dependem do transporte coletivo ou convencional para se deslocar até a escola.

Os acadêmicos que dependem deste transporte, na sua maioria, não têm condições financeiras de arcar com o alto custo que o mesmo acarreta, que em média um aluno vai pagar por mês em torno de R$ 600,00 reais de passagem para se deslocar numa suposta viagem a uma das faculdades de Palmas/Porto Nacional, que já pagam um preço alto pelos cursos.

Recentemente vários alunos representes de diversas instituições participaram de audiência pública para lutar pela redução de 50% de desconto para os alunos a nível estadual, que passam por dificuldades financeiras para se manterem.

Vale ressaltar que uma das reivindicações mas claras é que o modelo de transporte atual não atende a necessidade dos acadêmicos de nenhuma forma. Os ônibus quebram praticamente todos os dias. Os horários não atende a demanda dos alunos, chegam às aulas já começaram, vão embora as aulas não terminaram, prejudicando o desempenho do aluno.  O transporte coletivo que acaba ditando a dinâmica das aulas em praticamente todas as universidades.

O custo das passagens para os estudantes é muito alto, o que vem contribuído muito pela evasão e desistência de muito estudantes, que necessitam de transporte público para chegar à universidade.

Artigos Relacionados